Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Veja os livros que ajudam os pais a educarem financeiramente seus filhos | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Veja os livros que ajudam os pais a educarem financeiramente seus filhos

Cada vez mais os consumidores passam a entender a importância da educação financeira para evitar dívidas, sem deixar de adquirir todos os tipos de bens, fazer suas viagens e se manter, todos os meses, no azul. Quando o assunto são as crianças, tal disciplina também se mostra importante, já que muitos especialistas concordam que aprender a lidar com o dinheiro deve começar o quanto antes.

Muitas escolas, inclusive, já inseriram em suas grades curriculares a disciplina educação financeira, ensinando os jovens tanto a administrar sua mesada quanto a dar o primeiro passo no mundo dos investimentos. Para qualquer que seja o interessado, há um grande número de cursos e palestras no sentido de ajudar, a quem estiver disposto a aprender, a administrar melhor suas finanças. A própria BM&f Bovespa, a bolsa de valores paulista, oferece gratuitamente eventos que abordam o tema.

Os pais, porém, contam ainda com outra opção para ensinar seus filhos a lidarem com o dinheiro: os livros. Muitos educadores financeiros e mesmo os escritores de literatura infantil já lançaram obras que ajudam os pais nessa tarefa. Há livros escritos para serem lidos pelos adultos, com o objetivo de ensiná-los como fazer seus filhos a lidarem com dinheiro.

Há outros, escritos para as próprias crianças, que, por meio de histórias envolventes, mostram a importância de poupar e ensinam o que é dinheiro, esse recurso que traz tanta dor de cabeça aos adultos carentes de uma boa educação financeira.

O educador financeiro, Reinaldo Domingos, autor de livros dessa área, tanto destinados às crianças quanto aos adultos, explica que uma boa obra é aquela que sistematiza o assunto, ou seja, pega o tema complexo e vai detalhando ponto a ponto e ainda mostra como se deve fazer, por exemplo, um planejamento financeiro.

Outra questão importante na educação financeira é que, além de focar em planilhas, números e contas, deve-se tratar do comportamento. É a atitude que você tem em relação ao dinheiro que o tornará um devedor e inadimplente ou alguém que paga todas as contas em dias e ainda tem dinheiro de sobra para investir.

Domingos publicou, para os adultos, o livro Terapia Financeira (Ed. DSOP). Conforme explica o educador, a obra traz uma metodologia comportamental, com o objetivo de ensinar como devem ser os hábitos de todos os membros de uma família. Lembre-se de que, antes de pensar em ensinar os filhos sobre dinheiro, é necessário que os pais tenham uma base de conhecimento e eles próprios administrem suas finanças equilibradamente.

Com uma linguagem apropriada para as crianças, Domingos escreveu, por exemplo, O menino, o dinheiro e os três Cofrinhos (Ed. DSOP). Nessa obra, a criança aprende o conceito de poupança. “São três cofrinhos, o de curto prazo, o de médio prazo e o de longo prazo”, diz Domingos. A ideia é explicar para a criança que ela precisa se esforçar e esperar para conseguir comprar o que ela deseja. Os objetivos maiores, aqueles que custam mais, são representados pelo cofrinho de longo prazo, e significam que ela deverá poupar mais e por mais tempo.

Álvaro Modernell, também educador financeiro que escreveu títulos sobre educação financeira infantil, como O Pé de meia mágico e O poço dos desejos, ambos da Editora Mais Ativo, fez algumas sugestões de obras, tanto para os pais quanto para os filhos.

Para as crianças, Modernell sugere A menina, o cofrinho e a vovó (Ed. Global Editora / Cora Coralina). “O livro faz uma abordagem muito interessante sobre educação financeira”, diz o educador. Ainda recomenda A formiga Emília e a economia (Ed. Nova Alexandria / Mara Luquet). “A obra tenta, basicamente, traduzir o economês para as crianças”, diz Modernell.

Outras sugestões interessantes são: O almanaque maluquinho – pra que dinheiro? (Ed. Globo / Ziraldo) e A bicicleta voadora (Ed. Elementar / Jonas Riberito). Este, explica Modernell, “trata de questões importantes relacionadas aos bens materiais”.

Para os pais, o educador começa recomendando o Berço de ouro (Ed. Qualitymark / Carlos von Sohsten), que fala sobre educação financeira, mas com foco na criança, e Pai rico, pai pobre (Ed. Campos / Robert T. Kiyosaki), que é uma reflexão sobre o tema “dinheiro”. “Mostra ao leitor a relação que é possível desenvolver com o dinheiro”, diz Modernell.

Em Filhos: seu melhor investimento (Ed. Campus / Celina Macedo), o texto trata de conceitos amplos, que envolvem a questão financeira. Aborda, por exemplo, os valores familiares. Segundo Modernell, o interessante do livro é que a autora coloca um caso prático no livro: como ensinou financeiramente seus próprios filhos. Ao final da obra, o leitor ainda tem acesso ao relato dos filhos, que falam qual o impacto dessa educação em suas vidas e como se saíram.

Por fim, vale a pena ler Filhos inteligentes enriquecem sozinhos (Ed. Gente / Gustavo Cerbasi). O foco do livro está mais voltado a ensinar os jovens como lidar com questões financeiras. “Não ensina as pessoas a ficarem ricas, mas, sim, a usarem o dinheiro de maneira consciente”, diz. Ajuda a orientar os pais, no sentido de educarem financeiramente seus filhos.

Do Portal Yahoo
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado