Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Quer que seu filho seja bem sucedido? Então não faça essas quatro coisas! | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Quer que seu filho seja bem sucedido? Então não faça essas quatro coisas!

Você quer criar o seu filho para ser autossuficente e bem sucedido (ler essa matéria prova que sim). Mas e se você está fazendo tudo errado e sequer sabe disso?

Acontece que se você está subornando seu filho a ir bem na escola, confortando seu filho quando seus colegas de sala são malvados ou mesmo parabenizando a sua filha por um trabalho bem feito,  as pesquisas mostram que existe uma maneira certa e errada de fazer.

Leia essas dicas para não prejudicar acidentalmente o sucesso dos seus filhos:

1. Você fala para ele que é inteligente

Qual é a sua primeira reação quando seu filho traz para casa uma nota 10? “Você é tão inteligente!” Naturalmente.

Bom, tente segurar a língua. Em um estudo com crianças do ensino fundamental pesquisadores provaram que não só os deixam menos disposto a estudar mais como também diminuiu o seu desempenho em provas e literalmente os fez miseráveis ao encarar desafios.

Em vez disso faça: Pesquisadores descobriram que dizer às crianças que eles “são tão esforçados” quando eles tiveram sucesso os fez mais propensos a melhorar as suas habilidades para resolver problemas.  Então quando eles realizarem alguma tarefa diga que eles devem ter se esforçado muito para conseguir e logo eles serão ainda mais bem sucedidos.

2. Você os paga por boas notas

Dinheiro é uma ótima motivação, certo? Afinal, é o motivo pelo qual nos levantamos e vamos trabalhar todos os dias. Mas a relação entre dinheiro e realizações não é tão simples, especialmente quando se trata de crianças.

Em um estudo de Harvard envolvendo 18.000 estudantes e 6,3 milhões em pesquisas, pesquisadores descobriram que pagar por notas boas não funciona. Isso porque embora adultos consigam fazer relações (se eu trabalhar duro hoje, posso ganhar um aumento), crianças não conseguem enxergar tão longe e fazer a relação entre desligar a TV para estudar agora e ganhar $20 por tirar uma nota boa depois.

Em vez disso faça: O que os pesquisadores descobriram é que é mais eficaz pagar por comportamentos que lavam a boas notas. As crianças que foram pagas por uma série de pequenas realizações se saíram melhor em testes padronizados inclusive depois que o experimento parou.

Então se couber no seu orçamento considere sentar com o seu filho e combinar um comportamento ou dois que levarão a melhorias no longo prazo.  Você pode pagar uma pequena quantia por cada livro que ele ler, como foi feito no experimento, o que levou a melhor compreensão textual. Ou então pague por cada dever de casa perfeito.  Defina os parâmetros e veja de o desempenho melhora.

3. você intercede se parece que o seu filho vai falhar

Dois dias entes do prazo de entrega de um grande projeto do seu filho e parece que ele nem está preocupado em começar. Você pode ser tentado a escolher um projeto online, levar ele à loja de materiais e basicamente ser o seu gerente de projetos.

Aqui está o porquê de você resistir.

Ao assumir o controle quando uma criança não está fazendo o que deve você está enviando um sinal de que as crianças não precisam gerenciar o seu próprio tempo, porque você é seu assistente pessoal e seu despertador. Isso também vale para fixar as perguntas do dever de casa também.  Se o seu objetivo é criar um indivíduo autossuficiente, fazendo isso, você prejudica esse objetivo.

Um estudo mostra que as crianças que tentaram e falharam na obtenção de uma resposta antes de receber a resposta certa eram mais propensos a lembrar as respostas na próxima vez. Crianças também vão melhor na escola quando percebem que falhar faz parte do aprendizado.

Em vez disso faça: Deixe o seu filho se sair mal no projeto e tirar uma nota baixa, especialmente se ele estiver no ensino fundamental. Depois acompanhe ele e pergunte como ele poderia ter planejado com mais antecedência e ele vai aprender que é melhor se preparar.

4. Você o conforta dizendo que é problema dos outros e não dele.

Quando um filho passa a ser excluído pelos colegas, qual a é atitude da mãe? “Eles estão apenas com ciúmes”.

Na verdade esse é um bom momento para aprender, assim a criança descobre que se tratar seus amigos como criados vai perdê-los. Talvez se ele aprendesse porque o seu comportamento é errado poderia mudá-lo e voltar a ter amigos. É verdade que algumas vezes as crianças estão apenas sendo más, sarcásticas e ciumentas. E algumas vezes a professora realmente é ruim.  Mas culpando os outros é perder uma oportunidade de crescer.

Em vez disso faça: tente compreender todos os lados da história. Fale com a professora do seu filho, pais dos colegas e amigos ou quem mais puder dar uma visão geral da situação. A partir daí você pode dar conselhos para a criança mudar o comportamento, ser um melhor amigo e ter um melhor comportamento em sala.

E se a professora realmente é terrível? É uma oportunidade de aprender como lidar com líderes horríveis para atingir suas metas, porque com certeza haverão.

Do Portal Forbes
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado