Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
CNPI, CFP, CGA… Que profissional pode me ajudar? | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais

CNPI, CFP, CGA… Que profissional pode me ajudar?

profissionais_mercadoO número de planejadores financeiros certificados (CFPs) não para de crescer no Brasil. Chegou a 1.128 no final de fevereiro, um aumento de 24% em relação a 2012. E os chamados CFP não são os únicos profissionais preparados para auxiliar as pessoas a lidar com as finanças pessoais ou escolher os melhores investimentos para seu momento de vida e perfil. São ao menos seis certificações que qualificam esses especialistas: CFP, CPA-10, CPA-20, CGA, CNPI e CFA – uma verdadeira sopa de letrinhas, conforme publicou recentemente a IstoÉ Dinheiro.

Mas como saber quem consultar quando surgem as dúvidas? Cada certificação destina-se a um objetivo diferente. Algumas são obrigatórias, como a Certificação Profissional Anbima, que pode ser CPA-10 (mais simples) ou CPA-20 (mais completa) e, para quem analisa ações, também o Certificado Nacional do Profissional de Investimento (CNPI). São opcionais as certificações como Chartered Financial Analyst (CFA) e a de Certified Financial Planner (CFP), concedida no Brasil pelo Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros (IBCPF).

Um dos fundadores do IBCPF é o consultor de Finanças Pessoais do Itaú e professor da UFSC, Jurandir Macedo. Recentemente eleito para o conselho fiscal do instituto, Macedo ressalta que as certificações elevam a qualidade dos profissionais e ajudam a desenvolver o mercado como um todo. “Fico surpreso e feliz com o nível de respeito com que o IBCPF vem conquistando para os planejadores financeiros certificados. O profissional CFP® pode prestar um significativo apoio para as famílias brasileiras conquistarem a sua independência financeira,” afirma.

Em virtude dos bons resultados, Macedo prevê a criação de novas certificações. “Acredito que para o futuro o IBCPF deve retomar uma ideia que tínhamos no início e criar uma certificação de acesso, para os profissionais que estão começando na carreira. Existe grande demanda de planejamento para famílias de classe média que atualmente têm dificuldade em pagar um profissional com a certificação plena”.

O quadro abaixo pode ajudar os investidores a reconhecer o profissional mais indicado para cada caso:

Fonte: IstoÉ Dinheiro

Fonte: IstoÉ Dinheiro

O que você acha das certificações para profissionais do mercado financeiro? Aguardamos sua opinião nos comentários!

Emília Chagas é jornalista e atua no IEF com geração de conteúdo.

Facebook Twitter Google+ 

Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado