Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Para não perder dinheiro na baixa | Instituto de Educação Financeira

Notícias

Para não perder dinheiro na baixa

Ao ser questionado sobre o que deseja da bolsa, o investidor costuma ser categórico: “multiplicar meus rendimentos o mais rápido possível”. Contudo, ganhos na renda variável não se fazem da noite para o dia, e antes de entrar no mercado acionário, é necessário pesquisar bastante para não perder dinheiro. Em meio à volatilidade que perpassa a bolsa brasileira, estar confortável com seu perfil de investimento pode fazer toda a diferença.

Para o consultor financeiro do IGF Intelect Gerenciamento Financeiro, Alexandre Lignos, “de 0 a 10, a importância de conhecer seu perfil de investimento merece a nota 11”. Ele destaca que, em momentos de crise ou de fortes pressões do mercado, o conhecimento pessoal pode preponderar até mesmo sobre a informação técnica. Lignos diz que a pessoa despreparada emocionalmente tende a abandonar o mercado mais rapidamente, não suportando as pressões de preços.

Brasileiro tem dificuldade em adequar perfil e carteira

Há pouco mais de um ano, a Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) obrigou os bancos a aplicarem a seus clientes um questionário de Análise de Perfil do Investidor sempre que eles investissem em determinados fundos. Ao final, a comparação  entre os perfis e investimentos acabou mostrando que o brasileiro resiste a mudar sua carteira de investimentomesmo quando sabe que ela não está adequada ao seu perfil.

O professor do Ibmec, César de Oliveira Frade, credita este comportamento à tendência individual de apostar “naquilo que está mais próximo aos olhos”. O economista diz que o investimento depende da predisposição de cada um, e acabamos por preferir uma empresa cujo funcionamento está mais próximo de nosso cotidiano às demais, assim como escolhemos um setor em detrimento de outro por razões pessoais. Contudo, por conta disso, é possível deixar de ganhar com empresas bastante líquidas, como a Vale (VALE3, VALE5), ele adverte.

Lignos, do IGF, explica que, mesmo quando a bolsa sofreu uma fortíssima queda em 2008, os investidores orientados por bons corretores ficaram no mercado, graças à qualificação e instrução correta, e hoje ganharam. Neste tipo de momento, se conhecer é fundamental para escolher aplicações adequadas aos riscos que cada um pode correr. Ao contrário, o dinheiro acaba nas mãos dos especuladores, diz o gestor.

“É importante que o investidor esteja confortável com a volatilidade de seus investimentos, de modo a não tomar decisões equivocadas em momentos de maior tensão no mercado”, alerta também o gestor de recursos da Fundamento Asset Management, Diogo Nagado.

Por onde começar?

Para escolher a melhor opção de investimento, o professor do Ibmec aconselha uma leitura atenta de prospectos. São eles que irão mostrar exatamente onde você está colocando seu dinheiro. Caso opte por um fundo de investimento, o documento irá mostrar onde o gestor pretende investir esse capital, qual o índice de referência a ser adotado, as condições de resgates de cotas e o prazo de carência, a política de distribuição de resultados, os riscos que o gestor pretende assumir, entre outros fatores.

Para eleger a melhor opção de fundo, não basta apenas definir a categoria entre renda fixa, ações ou multimercados. Também é preciso levar ficar atento à taxa de administração, taxa de performance, tributação, aplicação mínima inicial, período de resgate, período de carência, e tantos outros detalhes.Em caso de um investimento individual, os analistas aconselham preferir as blue chips, já que elas trazem mais informações ao mercado e maior liquidez na hora de negociar.

Fonte: Portal InfoMoney.

Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado