Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Os fundos mais baratos para quem tem até R$ 5.000 | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Os fundos mais baratos para quem tem até R$ 5.000

Com a taxa de juros mais baixa, os fundos de investimento em renda fixa mais caros perderam atratividade mesmo frente a uma caderneta de poupança menos rentável. Especialistas agora recomendam que fundos DI e de renda fixa não tenham taxas de administração maiores que 1% ao ano, o que ainda é raro para a pessoa física que não tem grandes somas para investir.

Mas já existem alguns fundos acessíveis e baratos, capazes de competir com a poupança e com o Tesouro Direto. Geralmente eles requerem aplicações iniciais de alguns milhares de reais, mas nada exorbitante. EXAME.com fez um levantamento cruzando dados da Anbima e da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) para chegar aos fundos DI e de renda fixa com taxa de administração de até 1,00% ao ano e aportes iniciais de até 5.000 reais. Nos grandes bancos, esses fundos são geralmente destinados a clientes private, mas nos bancos menores e nas corretoras independentes, esses produtos são mais acessíveis. Veja nas tabelas abaixo:

Referenciado DI

Descrição: Investem no mínimo 95% de seu patrimônio em títulos pós-fixados, ou seja, que acompanham a taxa de juros CDI (de valor próximo à Selic). Aplicam em títulos públicos, podendo também investir em títulos privados, como CDBs pós-fixados.

Renda Fixa

Descrição: investem em ativos de renda fixa em geral (incluindo prefixados e indexados a índices de inflação), aplicando no mínimo 80% em títulos públicos federais. Admitem o uso de derivativos e alavancagem. A classificação Renda Fixa refere-se aos fundos de renda fixa mais conservadores depois dos fundos DI. Mas por poderem investir numa maior diversidade de papéis, sua rentabilidade pode superar a da poupança e a dos fundos DI, mesmo com taxas um pouco mais altas.

Do Portal Exame
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado