Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
http://www.atitudespositivas.com.br/2009/thumb.php?w=638&img=../img/atitudes/20.jpg | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Já parou para planejar os gastos, corretor de imóveis?

Para os profissionais sem renda fixa, é importante não cair em tentação e fazer uma reserva financeira de no mínimo seis meses

“Corretor sem dinheiro está sempre vulnerável, ansioso e comete erros ao querer apressar a venda fora de hora. Eu particularmente já fui “salvo pelo gongo”, realizei boas vendas quando estava sem dinheiro, mas isso não acontece toda hora. Para que estejamos sempre bem precisamos nos resguardar, e se sobrar, aplicar onde realmente conhecemos.”

O depoimento do corretor de imóveis Cláudio Borges retrata uma situação cotidiana para muitos profissionais que não trabalham com salário fixo, como no caso dos corretores. Um determinado mês (e nunca se sabe quando), o dinheiro vem, e muito. Em compensação, por meses a fio pode não dar sinal. Como viver tranquilo, com as contas em dia em uma vida financeira de incertezas?

O segredo é reservar

Para situações como essas, o segredo é apenas um: planejamento. O consultor do banco Itaú e professor na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Jurandir Sell Macedo Jr., explica que quando uma pessoa vai fazer um planejamento financeiro deve se organizar de acordo com “a regra das três caixinhas”.

“Digo que sempre devemos ter três caixinhas: a primeira é a de emergência, cujo valor deve cobrir no mínimo seis meses os gastos mensais A segunda e a terceira caixinhas equivalem à aposentadoria e a realização de sonhos, como viagens. Estas podem ser trabalhadas simultaneamente. No caso da aposentadoria é muito importante que o corretor não deixe de pagar a previdência oficial”, afirma.

O especialista em planejamento financeiro familiar, Augusto Sabóia, concorda que a reserva financeira é essencial. “O corretor precisa desta tranquilidade para poder render no trabalho. Quanto mais reserva, melhor”, ressalta.

Foram as reservas técnicas que garantiram a boa administração financeira do consultor e Coach Real State em Miami, Bruno Girard, mesmo em momentos de crise, de 2006 até 2010. “O corretor tem que colocar tudo na ponta do lápis e conhecer os seus números. Assim, o profissional já sabe quanto precisa faturar e se não chega nesse valor, é importante cortar gastos. A automotivação e estipulação de metas são essenciais para aqueles que querem fazer uma reserva e ter uma boa vida financeira”, orienta o consultor.

Cuidado com a vaidade

A regra parece simples, mas na prática é difícil de ser aplicada. Não basta ter o cuidado de gastar menos do que ganha, mas é importante não deixar a vaidade subir a cabeça quando uma grande comissão entra na conta. Se o gasto mensal do corretor é de R$ 5 mil, por exemplo, e em determinado mês este ganha uma comissão de R$ 20 mil, tem que ter ciência que deve gastar apenas R$ 5 mil. “Muitos quando recebem comissões maiores aproveitam e trocam de carro. E não é esse o objetivo. Se ele quer adquirir um notebook, ou qualquer outra coisa, tudo deve ser programado anteriormente. É assim que se lida com a inconstância”, orienta Saboia.

“A profissão de corretor de imóveis é muito lucrativa, porém tem que sabe conduzir a vida financeira. Têm profissionais que se veem em um novo patamar por ganharem uma expressiva comissão. E precisam estar cientes que não podem aumentar os gastos, porque eventualmente tem período de vacas gordas e também de vacas magras”, ressalta Macedo Jr.

Como investir

Sabóia e Macedo Jr. orientam a caderneta de poupança para quantias menores, no caso para reserva de emergência ou consumo imediato. “O corretor pode diversificar conforme os objetivos. Cada dinheiro tem um destino, então pode-se apostar também em fundo de previdência privada e ações”, comenta Saboia.

“Se o sonho tiver uma data fixa, é melhor optar por aplicações sem riscos”, completa Macedo Jr.

Uma vida financeira com tranquilidade e organização resultam em sucesso profissional e pessoal. E desde que tenha persistência e foco, boa educação financeira está ao alcance de qualquer profissional.

Do Portal RediMob
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado