Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Intenção de consumo das famílias catarinenses volta a subir | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Intenção de consumo das famílias catarinenses volta a subir

Após dois meses de queda, a intenção de consumo cresce 4,1% em relação a junho.

Após dois meses de queda, o índice que mede a intenção de consumo das famílias catarinenses apontou alta de 4,1% no mês de julho em relação a junho. Divulgada todos os meses pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de SC (Fecomércio) e Confederação Nacional do Comércio (CNC) a pesquisa visa antecipar o potencial das vendas do comércio.

Na comparação com o mesmo mês de 2010 o índice apresentou alta de 4,2%, apenas com relação aos itens perspectiva profissional e de consumo houve queda de 27,2% e 17,6%, respectivamente. O cenário apresentado segue a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) de maio divulgada pelo IBGE, onde o volume de vendas de Santa Catarina expandiu 1,9% frente ao mesmo mês do ano anterior.

De acordo com a Fecomércio o principal motivo para o aumento do consumo são as condições favoráveis do mercado de trabalho, com muitas contratações. Além disso, os ganhos reais na renda das famílias também têm impactado fortemente na intenção de consumo.

O relatório aponta ainda que comparando julho de 2010 com julho de 2011, há o crescimento da satisfação com o emprego atual (11%), do acesso ao crédito para compras a prazo (11%), do consumo atual (7,8%) e da renda familiar atual (5,7%). Na avaliação da Fecomércio, isto significa que apesar de todas as medidas adotadas pelo governo para frear o consumo das famílias, este continua acelerado e com expansão mensal e anual.

Emprego e crédito

A situação do emprego atual também apresentou no mês de julho elevação tanto na comparação com o mês anterior quanto na comparação com 2010, com 1,9% e 11%. A satisfação com a renda também manteve uma trajetória crescente em ambas as comparações com 4,1% e 5,7%, respectivamente.

Seguindo tendência dos últimos meses, as famílias catarinenses continuam ampliando o acesso ao crédito. Em relação a junho de 2011 o crescimento foi de 3,6% no índice, já em relação a julho de 2010, o crescimento foi ainda maior, com 11%.

Na análise por faixa de renda, as famílias com renda superior a 10 salários mínimos apresentaram um maior acesso ao crédito que as famílias com renda inferior a 10 salários mínimos. Enquanto as primeiras têm um índice de acesso ao crédito de 168 pontos, as segundas têm o índice no patamar de 159,1 pontos.

O nível de consumo atual foi o único item do relatório que apresentou queda em relação a junho (-1,6%). Segundo a Fecomércio, isso se explica pela característica do mês de julho ser fraco para as vendas do comércio, já que não há nenhuma data comemorativa e as compras de inverno são geralmente realizadas no mês anterior. No entanto, ao analisar-se este item em relação ao mesmo mês de 2010, verifica-se maior consumo das famílias em 2011, com crescimento de 7,9%.

Do Portal Economia SC
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado