Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Educação financeira é demanda no mercado de brinquedos | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Educação financeira é demanda no mercado de brinquedos

Jogos que envolvem dinheiro são sucesso entre a garotada

Sucessos do mundo infanto-juvenil voltam de cara nova para o mercado nacional de brinquedos. O motivo é a alta demanda por jogos focados na educação financeira para as crianças e jovens.

A procura é tão significativa que o último investimento da Estrela foi no relançamento de dois de seus produtos. O Jogo da Vida e o Banco Imobiliário voltam às prateleiras de cara nova, agora movidos a um cartão de crédito, no lugar das antigas notas que valiam como dinheiro dentro da brincadeira.

Aires Leal Fernandes, diretor de marketing da Estrela, conta que a cada três meses a empresa realiza grupos focais para descobrir quais são as temáticas e febres entre seus principais públicos consumidores. “A criança filha da primeira geração digital já manuseia dinheiro e tem esse elemento muito presente nas conversas”, explica.

Não por acaso jogos como os mencionados acima fazem um “sucesso extraordinário”, nas palavras de Aires.

O Banco Imobiliário é um exemplo desse sucesso. O produto está no portfólio da empresa desde 1944, sem previsão de saída de linha. “Os pais são os melhores embaixadores dos jogos em casa, pois têm muito prazer em mostrar para os filhos os brinquedos que fizeram sua infância.”

O avanço na brincadeira com a vida real trouxe parceiros como Mastercard, Visa, Fiat, Vivo, Itau, Postos Ipiranga, TAM entre outros. Neste caso as empresas participam com uma cota de apoio publicitário e trabalham com a divulgação do produto. “O brinquedo nada mais é que um espelho da sociedade”, avalia Aires.

Outro brinquedo, esse sim mais jovem lançado no final de 2010, é o Jogo da Mesada. O tabuleiro se divide em 30 dias e a criança recebe uma quantia mensal, que será gasta ao longo dos 30 dias o mês, ou 30 casas do tabuleiro. “Todos os jogos tem um caráter educativo, mostrando às crianças que tem sucesso aqueles que poupam.”

Para Aires o brinquedo faz parte da educação de forma efetiva. “É um treinamento para que as crianças se tornem adultos eficazes.”

Contraponto

Para a especialista em educação financeira para crianças, Cássia D’Aquino tem mais a ver com uma espécie de fissura com o assunto que propriamente com o interesse das crianças. “É tanta preocupação ensinar as crianças a lidar com o dinheiro que os pais esperam um milagre.”

O excesso de preocupação nesse sentido pode se tornar prejudicial. “A angústia com esse assunto durante o desenvolvimento da criança é ainda pior que a falta de orientação”, explica.

Do Portal Brasil Econômico
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado