Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Dicas para começar a investir | Instituto de Educação Financeira

Artigos, Finanças Pessoais, Jovens

Dicas para começar a investir

c30e7b3bf91c54e89cfd7e0b34da0aec
Por Júlia Macedo*

O verão está acabando e para quem está na faculdade, como eu, esse é um momento de fazer economias. Quem mora sozinho voltou para casa dos pais nas férias e passou um tempo sem gastar tanto. Já quem mora com os pais deve ter diminuído os gastos significativamente em comparação aos amigos que precisam se bancar sozinhos. É um momento em que a gente pensa “quero investir esse dinheiro que sobrou” e logo em seguida vem a pergunta clássica: “mas qual é o melhor investimento?”.

Bom, quando eu era menor, aprendi a responder essa pergunta com uma outra: qual o melhor restaurante da cidade? Pode ser que alguns venham à sua cabeça, mas com certeza a churrascaria não é o melhor lugar para comer sushi. O que isso significa? Que depende! O restaurante que você vai escolher depende do prato que você quer comer. E o investimento que você vai escolher depende do seu objetivo. Assim como escolhemos a comida antes do restaurante, também escolhemos o objetivo antes do investimento.

Então a minha primeira dica é: antes de escolher onde investir, escolha para que investir.

Escolher um objetivo é importante para aprender a ter disciplina, principalmente no começo. E tem que ser uma coisa que você queira muito, para não desistir no meio do caminho. Uma boa técnica para isso é a do “pague-se primeiro”. Quando você receber o salário, mesada, bolsa ou o que seja, primeiro pague o valor que você se comprometeu a guardar – veja quanto é ideal investir aqui  - e não conte mais com esse dinheiro, nem pense mais em resgatar se não for extremamente necessário. Esse é o primeiro passo.

Para realizar seus sonhos existem “tipos” de investimentos. Os principais são a poupança, os títulos públicos e as ações. Os dois primeiros são muito conservadores e o tempo que você vai precisar para realizar um sonho com eles é um pouco maior, mas existem casos em que são indicados – se tiver alguma dúvida pode fazer aqui embaixo, nos comentários- mas hoje, vamos falar das ações.

E será que investir em ações não é muito arriscado? Eu digo que não, se for feito da maneira certa! Para começar, você pode pensar em um objetivo, sem data marcada, mas com um valor definido. Por exemplo, uma viagem para o nordeste. E então começar a investir na bolsa o quanto você quiser, e puder, todos os meses (pode até ser na compra programada). Invista em empresas que você goste e confie. Pessoalmente, eu só invisto em empresas nas quais eu gostaria de trabalhar.

Assim que você conseguir o dinheiro do seu objetivo, venda as ações e aproveite. Essa é uma boa técnica para os primeiros investimentos e para ver que, afinal, a bolsa não é um lugar tão assustador assim.

Júlia Macedo é estudante da quinta fase do curso de Administração da UFSC. Trabalha no IEF desde junho de 2011.

Facebook 

Você gostou deste artigo? Compartilhe:

4 comentários to “Dicas para começar a investir”

  1. Olá Júlia, parabéns pelo artigo!
    Seus colegas de curso devem se inspirar em suas dicas.
    Foi justamente nessa época da faculdade que me aproximei das finanças. E como você, tive um grande mestre. Aliás, o mesmo mestre, seu pai, Jurandir.
    Como parte de toda influência dele em minha formação (que não se limitou às finanças!), hoje faço a gestão da minha carteira própria de previdência e ainda dou uns palpites aos amigos e familiares com objetivos de poupar.
    Abraços à família, Guilherme.

  2. Oi Julia,
    Nossa, ficou muito bom o texto. Muito bom mesmo. Conseguiu repassar conceito importante de maneira muito didática, agradável e rápida. Parabéns!
    Beijos

Deixe seu recado