Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Consumo no Brasil deve superar R$ 1 trilhão em 2012 | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Consumo no Brasil deve superar R$ 1 trilhão em 2012

A classe A se destaca principalmente pelo consumo de CDs e DVDs (27,3% do total de consumo dessa categoria)

O consumo no Brasil deve crescer 13,5% em 2012, na comparação com o ano anterior, atingindo R$ 1,3 trilhão, o equivalente a 30% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

A estimativa é do Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope Inteligência.

Segundo o levantamento, a região Norte é a que tem o maior potencial de expansão, de 26,5%. Na sequência aparecem as regiões Nordeste (24,1%), Sul (19,7%), Centro-Oeste (19,4%) e Sudeste (6,5%).

Atualmente, a região Norte, com 8,4% da população, representa apenas 5,2% do consumo no país.

As regiões que apresentam o maior consumo são a Sudeste, com 42% da população e 53,5% do consumo, e a Sul, com 14,3% da população e 16,4% do consumo.

Potencial de consumo

As classes A e B absorvem acima de 50% do consumo na maior parte dos grupos pesquisados.

A classe A, que ocupa 2,6% dos domicílios brasileiros, se destaca principalmente pelo consumo de CDs e DVDs (27,3% do total de consumo dessa categoria), produtos financeiros (25,7%), artigos de decoração (25,3%) e aquisição de veículos (25%).

Combustível e ensino são os principais gastos da classe B, que representa 58,3% do consumo de cada um desses grupos. Cinema (54,6%), serviços automotivos (53,8%) e artigos esportivos (53%) são outros produtos consumidos majoritariamente por esta classe.

Metade do consumo com tabaco e acessórios é realizada pela classe C, assim como praticamente carnes e derivados, mercearia e matinais.

As classes D/E têm maior participação no consumo de produtos de mercearia e cigarros (13% em cada um desses mercados). As duas classes também representam 12% do consumo de calçado infantil, matinais e carnes e derivados.

Do Portal Brasil Econômico
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado