Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Como se livrar das dívidas | Instituto de Educação Financeira

Artigos, Finanças Pessoais

Como se livrar das dívidas

Por Jurandir Macedo

O crédito ajuda a realizar nossos sonhos e a conquistar nossos objetivos. Mas, quando é tomado sem planejamento, ele pode prejudicar nossa vida. Um sinal do problema é quando não conseguimos pagar as contar em dia. Pode ser sinônimo de que as dívidas estão saindo do controle.

Para resolver essa situação, é preciso, em primeiro lugar, assumir a responsabilidade. Culpar os bancos, o patrão, os pais, o cônjuge ou mesmo o governo por um problema pessoal é uma forma de deixar tudo como está.

Se você está endividado, lembre-se de que muitos colegas seus, em situação semelhante, não têm dívidas e podem até estar investindo algum dinheiro para o futuro. Tente perceber os exemplos positivos ao seu redor.

Depois de assumir a responsabilidade pela própria situação financeira, o endividado precisa reunir a família e conversar sobre o orçamento doméstico. Dessa conversa, que não pode de forma alguma terminar em discussão, é preciso traçar um plano firme de cortes.

Aqueles que tentam cortar “só um pouquinho” prolongam indefinidamente a situação e quase sempre fracassam. Quando a família percebe que os cortes serão temporários, todos tendem a colaborar. As dificuldades desse período servirão como um alerta para evitar novos endividamentos no futuro.

É preciso cortar todas as despesas que não são absolutamente fundamentais: da cervejinha com os amigos ao salão de beleza. Para buscar mais dinheiro, vale vender parte das férias, usar todo o décimo terceiro salário ou vender algum bem. Seja criativo e busque junto com a família outras fontes de renda. Vocês podem descobrir muitas formas de ganhar algum dinheiro extra. E tudo deve ser destinado para pagar as dívidas.

Traçado um plano concreto, procure o banco e exponha claramente a situação e o plano que a família delineou. O gerente certamente vai ajudar na tarefa. Saiba que não é vergonha nenhuma ficar endividado. Bancos sérios e comprometidos com o seu futuro querem que você resolva a situação e continue a ser cliente para que, um dia, você possa até começar a investir.

Mas atenção: fique longe das “milagrosas” soluções do crédito informal. Se o banco informou que não pode aumentar o seu crédito, é porque ele sabe que essa não é a melhor solução para você.

Lembre-se que, depois de resolvido o problema das dívidas é aconselhável que a família volte a se reunir para reorganizar o orçamento. Sem o peso do endividamento excessivo, vai sobrar dinheiro para a família programar reservas para realizar seus sonhos.

Todo esforço para sair das dívidas serve para você parar de pagar juros. Sem os juros mensais a pagar, a família vai ter muito mais dinheiro para aquelas despesas que realmente melhoram a vida. O importante é lembrar que o objetivo de ter orçamento não é gastar menos, é gastar melhor.

Veja mais em PDF

Da Revista Clube & Família
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado