Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Como escolher a melhor corretora para o seu objetivo | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Como escolher a melhor corretora para o seu objetivo

Nem só de ações vivem as corretoras; outros tipos de aplicação entraram na roda

Escolher uma corretora é mais do que se preocupar com atendimento, preço da corretagem e estabilidade do home broker. Principalmente porque hoje em dia as corretoras deixaram de ser apenas intermediárias na compra e venda de ações e derivativos para tentar agregar todos os investimentos de seus clientes, oferecendo ainda assessoria profissional e educação financeira.

Mais importante do que saber qual a melhor corretora do mercado, é essencial saber qual a melhor para o seu perfil. Os critérios para a escolha vão variar de acordo com o objetivo do investidor. Um sujeito que deseje apenas operar no Tesouro Direto e comprar fundos imobiliários, por exemplo, não precisa se preocupar tanto com corretagem, e pode dispensar home brokers sofisticados e aplicativos mobile.

Mas se tem um quesito do qual ninguém deve abrir mão é de um bom atendimento. “Das corretoras pesquisadas, escolha umas quatro ou cinco e teste os canais de atendimento. Faça perguntas e peça material adicional ao que está no site”, orienta Conrado Navarro, especialista em finanças da consultoria Dinheirama. Pode ser que você caia no atendimento eletrônico; ou pode ser que alguém responda a suas dúvidas prontamente. Teste o canal de chat online e verifique se é possível falar diretamente com os analistas e operadores.

Com isso em mente, é hora de pôr na balança os critérios para a escolha da corretora ideal. Veja a seguir o que levar em conta dependendo do objetivo de investimento:

Ações para o curto prazo

Quem opera com bastante frequência, como os day traders, deve considerar principalmente dois aspectos: taxa de corretagem e estabilidade do home broker. O primeiro quesito é mais fácil de mensurar. “A corretagem no mercado à vista pelo home broker varia de 2,90 a 25,21 reais, uma variação de quase dez vezes”, diz Frederico Skwara, CEO do site Bússola do Investidor, que fez um levantamento dos serviços e taxas praticados pelas 83 corretoras que atuam na BM&FBovespa. O guia permite ainda que os próprios clientes as avaliem, já contando com cerca de 18.000 resenhas.

Atualmente, as três corretoras que cobram as menores taxas de corretagem no mercado à vista são a Mirae (2,90 reais por ordem), a H. H. Pichionni, com seu home broker SpeedTrade (4,90 reais por ordem) e a Icap, com seu home broker MyCap (5 reais por ordem). “Para o sujeito que opera muito, esse valor faz uma boa diferença no fim do dia”, arremata Skwara.

Algumas oferecem ainda corretagem grátis a partir de determinado número de ordens por mês. É o caso do Banif, onde o cliente se torna isento de corretagem a partir da 81ª ordem no mês, ou da Spinelli, que não cobra essa taxa a partir da 11ª ordem do dia.

A estabilidade do home broker é um quesito mais difícil de mensurar. Uma boa dica é testá-lo antes de bater o martelo. Algumas instituições inclusive oferecem uma espécie de test drive, como a Icap e a Spinelli. “Há corretoras com um home broker muito básico e outras com plataformas cheias de ferramentas. A melhor coisa é usar o ambiente de teste. Os grandes bancos acabam ficando para trás no quesito tecnológico, pois a competitividade entre as corretoras independentes acaba levando-as a oferecer um serviço de ponta”, observa o CEO da Bússola do Investidor.

Outras funções que podem interessar a quem pretende operar com frequência são a oferta de relatórios de análise gráfica – hoje bastante comum – a presença de fóruns e de chats com analistas. De acordo com a Bússola do Investidor, as corretoras que possuem fórum são a Rico (home broker da Octo Investimentos), Icap, Banif, Spinelli, Ativa, Ágora e Alpes/Wintrade. Para quem gosta de acompanhar as cotações ao longo do dia e operar de onde estiver podem interessar também os aplicativos mobile. Eles já são oferecidos por várias corretoras, como a Petra, a TOV e a corretora do Itaú.

Ações para o longo prazo

Quem pretende investir em ações com uma visão mais de longo prazo deve também se preocupar em achar um bom home broker. Mas nesse caso a taxa de corretagem já não preocupa tanto. Afinal, se o objetivo é comprar ações e ficar com elas na carteira por um bom tempo, o custo mais importante é a taxa de custódia, cobrada mensalmente quando o investidor tem ativos custodiados. Em algumas corretoras, essa cobrança pode superar os 20 reais por mês.

Nesse caso, o investidor pode optar por uma das corretoras que não cobram essa taxa. De acordo com a Bússola do Investidor, são elas a corretora do Banco Alfa, Banif, Apregoa/Cruzeiro do Sul, Icap, MáximaTrade, Spinelli, Tendência e Título/Easynvest. É preciso apenas se certificar antes se a isenção é válida para qualquer cliente ou se apenas para aqueles que operarem pelo menos uma vez por mês.

Outro ponto sensível para esse investidor é a existência de carteiras recomendadas, bem como de relatórios baseados em análises fundamentalistas, com comentários a respeito de empresas e setores. “As corretoras dos grandes bancos acabam saindo na frente neste quesito, pois normalmente têm equipes amplas de profissionais, com análises para cada setor”, diz Frederico Skwara. Para quem está começando, também é uma boa ideia procurar uma corretora que ofereça cursos e palestras, com foco na educação financeira dos clientes.

Fundos imobiliários

Embora seja possível investir em fundos imobiliários por meio de qualquer home broker – uma vez que suas cotas são comercializadas em Bolsa como se fossem ações – é recomendável optar por corretoras que contem com especialistas na área. O mercado de fundos imobiliários ainda não se popularizou, a liquidez é baixa, e compreendê-lo não é tão simples quanto parece. Portanto, auxílio profissional pode ser valioso na hora de aplicar.

Algumas corretoras contam com especialistas na área. É o caso da Omar Camargo, primeira a oferecer carteira recomendada de fundos imobiliários, da Um Investimentos, da Coinvalores e da Petra, onde atua Sérgio Belleza Filho, especialista na área e responsável por estruturar o primeiro fundo imobiliário do país.

Tesouro Direto

Prefira as corretoras que não cobram taxa de administração e aquelas que são agentes integrados de custódia, isto é, cujo home broker está integrado ao sistema do Tesouro, o que facilita enormemente a vida do investidor. As corretoras que isentam o investidor de taxa são Banif, Socopa, Spinelli e Título/Easynvest. De acordo com o site do Tesouro Direto, destas, apenas as três primeiras são agentes integrados.

Também são agentes integrados a Ágora (taxa de 0,23% ao ano), a Alpes/Wintrade (0,40% a.a.), a Ativa (0,20% a.a.), Banco do Brasil (0,50% a.a.), Coinvalores (0,35% a.a.), Itaú Corretora (de 0,5% a 1% a.a.), Fator Corretora (0,25% a.a.), Gradual Corretora (0,40% a.a.), HSBC (0,30% ao ano) e Unibanco Investshop (de 0,35% a 0,50% a.a.).

Nas corretoras que não cobram taxa de administração, o investidor só terá de pagar as taxas devidas à Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC), de 0,3% ao ano de custódia e 0,1% por operação como taxa de negociação. A lista completa das corretoras que oferecem a possibilidade de negociação no Tesouro Direto e suas taxas de administração, você encontra aqui.

Renda fixa privada

Assim como títulos públicos, os títulos de crédito privado também já são oferecidos diretamente à pessoa física. Debêntures, CDBs, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) são oferecidos por algumas corretoras, que contam até com especialistas e relatórios na área.

Quem tem a intenção de diversificar seus investimentos utilizando crédito encontrará analistas de renda fixa em instituições como a XP Investimentos, a Omar Camargo, a Um Investimentos, a Fator Corretora e a SLW. As duas primeiras oferecem carteiras recomendadas desse tipo de ativo; e a XP chega a oferecer uma espécie de home broker de renda fixa, em que o investidor envia a ordem eletronicamente para a compra ou venda de um ativo, e os operadores da XP a executam.

Concentrar os investimentos num só lugar

Além dos grandes bancos, que já oferecem uma ampla gama de serviços a seus clientes, muitas corretoras independentes estão diversificando suas atividades de modo a levar os clientes a concentrar todas as suas aplicações em um só lugar. Além de Tesouro Direto, renda fixa privada, ações, opções, mini-contratos futuros e fundos imobiliários, aquelas que trabalham conjuntamente com uma asset costumam oferecer também fundos de investimentos nos quais os clientes de home broker podem investir com facilidade.

Do Portal Exame
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

2 comentários to “Como escolher a melhor corretora para o seu objetivo”

  1. olá.
    gostei muito do site e estou planejando entrar em uma corretora o mais rápido possível mas fiquei em dúvida entre duas: banif e a título.
    por enquanto vou começar com valor pequeno porem irei aumentando assim que possivel.então me responda:qual das duas vcs acham melhor?desde já agradeço.
    abraços

    • Boa tarde David.
      Não existe melhor corretora, então você terá que procurar entre as corretoras a que mais se adeque ao seu perfil. Algumas corretoras são mais focadas em pequenos investidores (atacado) e outras em grandes investidores (varejo). E preste atenção nos valores das taxas cobradas.
      E por último, só entre em uma corretora se ela for autorizada pela CVM, é isso que vai lhe garantir segurança.
      Veja mais no site http://www.bmfbovespa.com.br/home.aspx?idioma=pt-br

Deixe seu recado