Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
Brasileiro pode passar de devedor para investidor | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

Brasileiro pode passar de devedor para investidor

Sair da situação de devedor para investidor é o sonho de uma boa parte dos brasileiros. O primeiro passo para isso é a pessoa ter consciência real da situação financeira na qual se encontra. Em seguida, é fundamental falar sobre dinheiro com a família.

”É preciso dedicar um tempo para o dinheiro, ou seja, para discutir sobre ele”, disse o professor da Universidade Federal de Santa Catarina e consultor de finanças pessoais do banco Itaú, Jurandir Macedo. A dica dele é verificar onde é possível cortar gastos, o que não significa economizar para estragar a vida, tirar o supérfluo e confundir economia com mesquinharia. A saída é tirar os desperdícios como fechar uma torneira ligada, desligar a tevê quando não estiver assistindo, não comprar roupas que não vai usar e não deixar luzes acesas, entre outras coisas.

Segundo ele, também há uma grande diferença entre gastar para ter status social e para ter prazer. ”O dinheiro gasto para ter prazer dá muito mais retorno”, disse. Ele recomenda que as pessoas cuidem com os gastos apenas por status que geralmente ocorrem em função de alguém com quem se quer comparar.

Macedo, que também é doutor em finanças comportamentais, disse que o brasileiro ”melhorou o nível de riqueza mas não o de felicidade”. Ele citou que há estudos que apontam que depois que a renda chega a US$ 50 mil por ano não há muita relação entre o dinheiro e a felicidade. ”Até a pessoa atingir US$ 50 mil percebe-se diferenças nesta relação entre as duas coisas. Depois fica estável”, destacou.

Ele explicou ainda que não adianta culpar o banco pelo endividamento que, na verdade, é resultado de escolhas erradas. ”Se o salário é baixo, troque de emprego”, reforçou. Macedo disse que, com organização, mesmo quem ganha pouco pode ser investidor.

A dica para passar do grau de endividado para poupador é primeiro encarar receitas e despesas, o que pode ser feito através de anotações em um simples caderno ou por meio de planilhas eletrônicas. O outro passo é sanar primeiro as dívidas que possuem juros maiores como cartão de crédito e cheque especial. É recomendado até utilizar recursos que têm juros menores como o crédito consignado e um refinanciamento do próprio carro, por exemplo.

Deixar de ser devedor, segundo ele, é readequar despesas. ”A pessoa endividada consome menos”, disse. A pessoa não pode gastar mais do que ganha. Segundo ele, um grande problema é que o ser humano foi ensinado a consumir o mais rápido e a maior quantidade possível.

Do portal Folha Web
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado