Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier 't' in /home/edufinan/public_html/wp-content/plugins/mobile-website-builder-for-wordpress-by-dudamobile/dudamobile.php on line 603
A sabedoria de exercitar a paciência na hora de investir | Instituto de Educação Financeira

Finanças Pessoais, Notícias

A sabedoria de exercitar a paciência na hora de investir

Jeremy Grantham, da GMO, investidor deve esperar pelas 'melhores cartas'

“Não faça nada, fique aí!”. Esse dever ser o conselho menos seguido no mundo dos investimentos. Se há uma estatística mais deprimente que a última década perdida de rentabilidade das ações, é a queda cada vez maior do período médio de posse dos papéis.

No fim de década de 1930, o período médio de posse das ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) era de dez anos. Mas esse prazo vem caindo cada vez mais desde 1995, devido a negociações ainda mais frenéticas. Em 2010, o período de tempo que uma ação foi mantida pelo investidor caiu a meros seis meses, segundo dados da NYSE, um verdadeiro testemunho do eterno triunfo da esperança sobre a experiência.

Certamente, o aumento dos negócios de alta frequência vem tendo um papel na redução do período médio de posse dos papéis, mas há também operadores que ficaram mais ativos. As estimativas variam, mas, na média, os fundos mútuos de gestão ativa dos Estados Unidos estão com uma taxa de rotatividade anual entre 89% e 130%. Isso pode ser muito bom para as corretoras e a indústria de fundos. Mas para os investidores é justamente o oposto do que deveria estar acontecendo.

O famoso investidor Jeremy Grantham, da gestora GMO, escreveu o seguinte em uma nota a clientes: “Sejam pacientes e concentrem-se no longo prazo. Esperem pelas cartas boas. Se vocês esperarem mais, e mais, até o surgimento de um mercado bem barato, isso será a margem de segurança de todos”. “Agora”, continua ele, “tudo o que vocês precisam fazer é suportar a dor, até que os investimentos muito bons se transformem em excepcionais. Individualmente, as ações normalmente se recuperam. Os mercados como um todo sempre fazem isso.”

A metáfora do pôquer é válida. Assim como acontece num jogo desses, as grandes oportunidades de investimentos não aparecem com muita frequência. Certamente, aparecem com uma frequência muito menor do que gostaríamos. A tendência natural, então, é tentar forçar as coisas assumindo que nosso trabalho como investidor é estar sempre com todo o nosso dinheiro aplicado e, simplesmente, escolher a melhor opção disponível.

Dinheiro em caixa pode ser um ativo perdido (perda do poder de compra para a inflação com o tempo), mas também é extremamente oportuno quando as oportunidades realmente se apresentam no mercado. Quanto menos claras as perspectivas estiverem, e no momento estão muito pouco, maior o valor opcional do dinheiro.

Mesmo assim, muitos investidores continuam fazendo muitos negócios com pouca convicção, como se, de alguma forma, eles pudessem compensar em volume de negócios a falta de excelência de suas ideias individuais de investimento.

Isso é natural, uma vez que os seres humanos tendem a favorecer a atividade em detrimento da observação, embora isso seja uma estratégia que talvez tenha funcionado melhor para nossos ancestrais, que buscavam alimento nas savanas primordiais, do que para um investidor em busca de ações.

Essa tendência se aplica duplamente aos gestores profissionais de recursos, que se sentem pressionados a parecer que estão trabalhando muito e que podem se beneficiar da atividade de geração de comissões. Grantham vê a liberdade que isso proporciona como uma vantagem-chave que os investidores individuais têm sobre os profissionais, embora sua própria carreira demonstre que você pode ser bem-sucedido e paciente ao mesmo tempo.

Também é verdade que as obsessões com o ciclo dos lucros trimestrais das empresas pode levar os investidores a um estilo orientado para o curto prazo e para a volatilidade, enquanto eles deveriam estar pensando em termos de anos e não meses.

Grande parte do que é escrito sobre as ações por analistas e discutido na televisão acaba sendo apenas barulho, que merece ser desligado. Isso não significa que os altos e baixos dos lucros das empresas devem ser ignorados, mas realmente é muito fácil ficar encantado com a máquina de expectativas que é o mercado financeiro e ser sugado, emocionalmente, para os negócios com muita frequência.

A outra coisa importante a ser lembrada é que a paciência é essencial, tanto para comprar uma ação como para mantê-la. É importante esperar por sua margem de segurança na avaliação, antes de comprar, mas, enquanto mantenedor, também é importante não vender com muita rapidez quando o mercado se volta contra você.

E, é claro, a única certeza em todos os investimentos é o custo. Quando você faz um negócio, as perdas ou ganhos que poderá conseguir no futuro serão apenas uma questão de especulação e conjecturas. O custo de execução do negócio é a única coisa inevitável e fácil de medir.

Do Portal Valor
Você gostou deste artigo? Compartilhe:

Deixe seu recado